Pesquisa personalizada

Residencial Mar Verde Praia da Mococa Tabatinga

b

Siga PaulaAdria on Twitter

TEMPO DETALHADO

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

FALSOS CONDOMÍNIOS


01 Abril de 2010
MP CONTRA FALSOS CONDOMÍNIOS
MP contra falsos condomínios Administradoras que cercam áreas públicas para cobrar condomínio são punidas pela Justiça
LUÍSA ALCALDE, luisa.alcalde@grupoestado.com.br
O Ministério Público Estadual criou uma força-tarefa com promotores das áreas criminal, do consumidor, habitação e urbanismo, defesa do patrimônio público e de fundações para reprimir falsos condomínios ou loteamentos fechados em todo o Estado.

Administradoras desses espaços, não concebidos fechados, cercam o local, colocam guaritas impedindo a entrada da população e passam a cobrar taxas de condomínio ou de conservação contra a vontade expressa de moradores e proprietários não associados às entidades em troca de serviços de limpeza e de segurança não contratados.

Segundo o coordenador da área de Urbanismo do MP, Ivan Carneiro Castanheiro, esses loteamentos violam o direito de ir e vir da população, em geral, por restringir o acesso ao interior dos núcleos habitacionais, além de utilizar áreas e bens públicos. “Em muitos casos, esses espaços não nasceram fechados. Ao serem cercados, incluíram praças e equipamentos públicos dentro”, explica o promotor Castanheiro.

O Conselho Superior do MP também recomendou que os promotores investiguem ações de áreas e bens públicos em favor de associações de moradores que contratam as administradoras para gerenciar os falsos condomínios. Com essa prática, segundo Castanheiro, eventualmente, podem ter sido cometidos atos ilícitos como prática de segurança armada sem autorização legal, cobranças por meio de ameaças ou constrangimento ilegal.

Em três decisões ocorridas em março, a Justiça decidiu que muros, guaritas e cancelas de dois condomínios irregulares de classe média, no interior, deveriam ser derrubados.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou no último dia 23 que a administradora do Condomínio Royal Park, no distrito de Bonfim Paulista, em Ribeirão Preto, desobstrua o acesso a ruas, praças e áreas verdes em 120 dias. O local surgiu por meio de loteamento, que ganhou ares de condomínio fechado depois que a associação de moradores passou a controlar a entrada. O condomínio custa R$ 320 por mês.

Já em Piracicaba, o Condomínio Santa Rita, de alto padrão, também vai ter de colocar abaixo os muros, segundo decisão da Justiça. Na capital, o juiz José da Ponte Neto, da Fazenda Pública atendeu pedido do MP e decidiu que a administradora do loteamento Jardim das Vertentes, no Butantã, zona oeste - formado por cerca de 300 casas de classe média - está proibida de cobrar taxa de administração dos moradores desde o último dia 3. Os moradores pagavam R$ 240 por mês.

Mesmo pedido foi feito pelo promotor para o condomínio Parque dos Príncipes, também na zona oeste, mas a liminar ainda não foi apreciada pela Justiça.
`
Fonte JORNAL DA TARDE www.jt.com.br/ editorias/2010/04/1
http://www.defesapopular.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

relogio

j

j

Família Moraes

PAZ

IMAGENS DA TRILHA PARA O POÇO VERDE

IMAGENS DA TRILHA PARA O POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

POÇO VERDE

Ídios brasileiros aldeia de Ubatuba S.P.

Ídios brasileiros aldeia de Ubatuba S.P.

Caraguatatuba e distancias

Ubatuba-SP 52,4 km Bertioga-SP 126 km Guarujá-SP 157 km São Paulo-SP 175 km Praia Grande-SP 186 km Santos-SP 187 km Itanhaem-SP 224 km Jundiaí-SP 223 km Campinas-SP 253 km Rio de Janeiro-RJ 418 km Belo Horizonte-MG 634 km

PREVISÃO DO TEMPO

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

DICAS PARA BLOGS

Cute Baby Animal Pictures

Latest Fashion Trends

PLACAR DE JOGOS DE FUTEBOL

ASSISTIR FILMES GRATIS


BANDEIRA DO BRASIL

BANDEIRA DO BRASIL

PRESIDENTE DO BRASIL / DILMA

PRESIDENTE DO BRASIL / DILMA

MARINHA DO BRASIL

MARINHA DO BRASIL

EXÉCITO DO BRASIL

EXÉCITO DO BRASIL

FORÇA AÉREA DO BRASIL

FORÇA AÉREA DO BRASIL